Selecionamos ótimas dicas para você cuidar do seu pet no verão. Continue lendo e descubra diversas maneiras de deixar o seu bichinho mais confortável e saudável nos períodos de calor intenso.

Não somos apenas nós que sofremos com as altas temperaturas do verão, a estação do sol também castiga nossos animais de estimação em especial os cães e gatos. Diferentemente dos humanos, os cachorros não transpiram pela pele e sim pelas almofadinhas das patas (coxim), pelo focinho e pela boca. As raças que mais sofrem são as de focinho curto - também conhecidos como braquicefálicos - como pugs e bulldogs, pois não há extensão suficiente para realizar a troca térmica, além de esses animais possuírem maior taxa de gordura corporal. Os cuidados com essas raças devem ser redobrados.

Evite locais fechados e abafados

O calor excessivo pode causar uma condição que se chama intermação, quando a temperatura do corpo sobe tanto que o animalzinho perde as funções fisiológicas que permitem a troca de calor com o ambiente ocasionando problemas e falhas em órgãos e outros sistemas do bichano que podem ocasionar a morte. Portanto, nada de deixar o seu pet trancado no carro, nem por pouco tempo.

Muita água fresca

Seja em casa ou em passeios com seus bichinhos, você deve sempre ajudá-lo a aumentar a ingestão de água. Nessa época, a probabilidade de desidratação aumenta muito. Então, quando estiver na rua tenha sempre água à disposição para o seu amigo e espalhe pela casa potes extras de água fresca.

Passeios

Em dias de temperaturas mais elevadas, alguns cuidados especiais podem ser o diferencial para melhorar o passeio com seu amigo no verão. Priorize caminhadas antes das 10h da manhã e depois das 16h. Cuidado para não queimar as patinhas do seu bichinho. No cão, por exemplo, a almofadinha da pata é um dos locais de troca de temperatura com o ambiente. Se queimadas, isso aumenta a dificuldade de realizar essa troca, causando desconforto e fadiga no animal. Não esqueça - sempre leva água fresca para o seu bichinho se hidratar.

Banhos

No verão, a frequência de banhos no seu pet pode ser maior. Não utilize água gelada, para que não cause hiportemia ou alterações de temperatura nos animais. Resfrie seu bichinho com responsabilidade. Porém, fica um alerta: banhos em excesso podem ser prejudicial para os animais. Assim como nós, cães e gatos também precisam de proteção solar. Hoje em dia já é possível encontrar facilmente estes produtos: consulte seu veterinário para encontrar a proteção adequada para o seu pet.

E então, nossa lista dos cuidados que você precisa ter com o seu bichinho de estimação foi útil, ficou com alguma dúvida ou gostaria de fazer uma sugestão? Fique à vontade para compartilhar conosco logo abaixo na seção de comentários e até o próximo post :)