A recomendação principal da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que as pessoas evitem ao máximo sair de casa para conter a propagação do Covid-19. Por conta disso, algumas atividades externas devem ser evitadas, incluindo os passeios com cachorros. 

Mas há muitos casos em que eles são acostumados a fazer suas necessidades na rua, neste contexto os papais devem levá-los e adotar simples hábitos de higiene, pois os cuidados com os animais de estimação também devem ser redobrados em tempos de coronavírus, afinal, o momento é de prevenção.

Por que é tão importante o cuidado com as patas do animal?

As patinhas dos pets são como pequenas almofadas úmidas que retêm produtos químicos e outros poluentes. Os cães gostam e precisam sair para se movimentar, mas com isso acabam tendo contato direto com a rua, grama, terra e suas patinhas ficam com sujeiras que podem contaminar os ambientes, por isso a importância de higienizá-las após os passeios. 

Qual a forma adequada para limpar as patas do pet sem feri-lo?

O objetivo é manter a higiene em dia sem prejudicar a saúde do seu amigo. Então vamos dar algumas dicas de como fazer a limpeza de forma simples e saudável:

- Use água e sabão neutro ou shampoo específico para uso animal.

- Limpe delicadamente entre os dedos e embaixo das unhas, sempre com cuidado.

- Não esqueça de secar bem, a umidade permite que fungos e bactérias se desenvolvam. 

- Se as patas não estiverem muito sujas, a limpeza pode ser feita com lenços umedecidos, de preferência os sem perfume. 

O que não devo usar? 

Não utilizar álcool em gel nem detergente. Esses produtos devem ser usados apenas em seres humanos.

Se for aplicado nas patas de um pet, pode causar irritação, ressecamento e outros problemas dermatológicos, além de queimaduras.

Dessa forma garantimos que nossos animais não tenham infecções causadas pela coceira ou por ele lamber um produto inadequado. 

Outras recomendações durante a pandemia:

- Lave bem suas mãos assim que voltar do passeio;

- Evite passeios com o cão em lugares de grande circulação de pessoas;

- Antes de colocar água e comida no pote do pet, higienize as mãos para não haver contaminação; 

- O Conselho Federal de Medicina Veterinária recomenda que os papais de pet que testaram positivo para o coronavírus façam uma quarentena de convivência com eles por prevenção, apesar de não haver transmissão. 

- Idas ao veterinário podem ser feitas, desde que os cuidados sejam seguidos, como chegar no horário marcado para não ficar na sala de espera com outros animais ou pessoas e evitar levar acompanhante.

Para saber mais, consulte um veterinário de confiança. Em tempos como esse, são diversas informações e precisamos ter consciência de que estamos lidando com os cuidados de forma certa, afinal os pets merecem nosso carinho e responsabilidade sobre suas vidas. 

Esperamos que tenham gostado das dicas e até a próxima!