Na aparência, tem jeitinho de cão de pelúcia, enquanto no temperamento, varia de brincalhão a guardião. O Akita é mais um destes cachorros com muita história em seu DNA.

História e Origem do Akita

Akita é uma região do Japão, por isso, ele também é chamado de Akita Inu. Ao longo dos anos, este cão foi usado para caça (caçava de patos a ursos e era muito valorizado por agir de forma silenciosa), em rinhas de cachorro, símbolo de riqueza e prestígio (possuir um cachorro da raça Akita era uma honra permitida apenas para a nobreza) e símbolo de talismã e de boa sorte (uma estatueta de Akita é presenteada quando nasce um bebê ou quando alguém fica doente).

Cachorro Akita – Características Físicas

As fêmeas têm de 61 a 66 centímetros de altura na cernelha e pesam 42 kg, em média, enquanto os machos possuem de 66 a 71 cm de altura e 44 kg. O cão da raça Akita apresenta um pelo externo duro e reto, subpelo macio e denso. A cernelha e a garupa são revestidas com um pelo ligeiramente mais comprido e o pelo da cauda é mais longo que o do resto do corpo.

Personalidade e Temperamento do Akita

Este pode ser um formidável animal de estimação. É fácil de treinar e muito saudável, além de ser um excelente guardião para a casa. Se exercitar é uma boa forma de lazer, além das brincadeiras, mas é preciso estar sempre atento para não despertar a agressão que a raça é capaz. Fazer uma caminhada todos os dias é uma ótima sugestão.

Cuidado com a saúde e o ambiente do Akita

Por suas características genealógicas, tanto como hereditárias, o Akita é um cão atlético que precisa de exercício de forma consistente e em uma intensidade moderada. Também é aconselhável evitar jogos agressivos, especialmente aquelas que têm a ver com a posse. Vale lembrar que os cãezinhos dessa raça têm dificuldade de se adaptar com um clima extremamente quente, podendo apresentar um tipo de stress nestas condições.

Simule nossos planos e encontre a melhor opção para seu cãozinho!