Final de ano está chegando e com ele as festas, celebrações e as tão esperadas férias. Infelizmente, para os animais, é a temporada mais triste, de maior índice de abandono de animais no Brasil. 

A Organização Mundial da Saúde estima que só no Brasil existam mais de 30 milhões de animais abandonados, entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães. 

Apesar de diversas campanhas de conscientização para que os tutores compreendam que o bichinho de estimação é um integrante da família, que não é algo temporário e exige cuidados e comprometimento, o número de abandonos só aumenta. Por isso, antes de decidir é preciso ter consciência da responsabilidade que é cuidar de uma vida. Pois a realidade que nos cerca é muito triste: os pets são abandonados em parques, pet shops, praças e até mesmo nas ruas.

Existe no Brasil uma população canina de 55,2 milhões e uma felina de 22 milhões, segundo estimativas do IBGE. No entanto, nem todos esses animais possuem um lar definitivo, por isso são chamados de animais em situação de rua.

Nesses casos, alguns já nascem de animais sem donos. Entretanto, alguns são abandonados por pessoas que adotaram ou compraram. Mas o que poucos sabem é que o abandono de animal é considerado um crime no Brasil e quem descumprir a lei pode sofrer penalidades previstas na legislação.

Abandonar não é uma opção válida! 

O abandono causa uma série de problemas para o animal. As doenças aparecem e a chance de acidentes ocorrerem aumenta. O risco de morte é sempre iminente para animais de rua.

Os pets possuem um amor incondicional pela família que cuida dele. Esse amor não acaba com o abandono. Mesmo abandonado, o cão ou gato, ao reencontrar seu “tutor”, o recebe com o rabinho abanando e um olhar de ternura, como se ele tivesse dado uma volta e retornado para casa. Você consegue imaginar como ele se sente se a sua família simplesmente não voltar? 

Independente do seu final de ano, lembre-se que seu pet não é brinquedo, faz parte da sua família e merece respeito, amor e carinho.

Quando você opta por ter um cão ou um gato, você está assumindo um compromisso com ele, o que torna o bem-estar desse pet sua responsabilidade.

Vai viajar? Dê preferência a locais pet friendly. Não quer ou não pode levá-los em sua viagem? Não abandone! Escolha deixá-los com um amigo, familiar, ou em um hotelzinho. Há diversas opções para todos os bolsos.

O que caracteriza abandono de animais?

Essa situação é marcada pelo desamparo ao animal, deixando-o à própria sorte.

A lei está a nosso favor! 

É considerado crime sim! Para ser mais específico:

Art. 32. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:

Pena - detenção, de três meses a um ano, e multa.

Como denunciar?

Independentemente para qual entidade será feita a queixa, é importante descrever os fatos com objetividade. Testemunhas, fotos, áudios e vídeos são evidências fundamentais. Relatos escritos, detalhando o local, a data e o corrido também! 

Depois de ter provas para denunciar, leve-as diretamente à delegacia e solicite um BO. (Existem também órgãos que ajudam na denúncia, consulte a prefeitura de sua cidade). 

Os contatos mais comuns são: 

190 - Polícia Militar 

181 - Disque Denúncia

0800 61 8080 - Ibama Linha Verde

Outras dicas:

Se o animal estiver dentro de uma residência vazia ou abandonado em terreno baldio, você deve entrar no local e tirar o animal de lá. Não se preocupe, você está amparado pelo decreto de lei número 2.848/40, artigo 24, que considera a invasão para salvamento de um animal em perigo uma atitude de necessidade.

Se presenciar o abandono por um proprietário de carro, anote a placa, assim fica muito mais fácil a identificação de quem cometeu o crime até para ter a responsabilização do abandono.”

Além de denunciar, você também pode ajudar o animal abandonado. Por exemplo, resgatá-lo, tratá-lo e dar um lar temporário até que ele encontre uma outra família, ou até mesmo adotá-lo, se desejar assumir a responsabilidade com amor e cuidado. 

Cite a lei que prevê o crime, mostrando que você está informado sobre o assunto! Lembre-se, quanto mais provas você tiver melhor!

 

Ficou com alguma dúvida? Pergunte para a gente nos comentários. Vamos lutar juntos em prol dos animais, eles merecem!