Você limpa as orelhas do seu cachorro? Com que frequência?

Hoje vamos falar sobre a otite canina, uma doença muito comum em cães, que se não cuidada pode levar a quadros graves. Para entender mais sobre o assunto, convidamos a Dra. Vitória Stallivieri, médica veterinária da clínica Smart Pet e conveniada da Nofaro, para falar mais sobre essa doença. Ela vai te ensinar também como limpar corretamente da orelha do seu cão, confira:

O que é otite canina?

A otite canina trata-se de uma inflamação do conduto auditivo que inicia de maneira superficial, no ouvido externo e, se não tratado ou tratado de maneira inadequada pode atingir ouvido médio e interno e, em casos graves, pode levar a perda definitiva de audição.

Como o animal contrai essa doença?

A falta de higiene regular, o controle inadequado de ectoparasitas (pulgas, carrapatos, sarnas, etc) e a alta umidade do canal auditivo são os principais fatores que levam a otite nos cães. Transtornos endócrinos e tumores também podem levar a um quadro de otite.

A otite é contagiosa?

A otite pode ser contagiosa dependendo do agente causador e, principalmente, em animais com o sistema imunológico baixo, como é o caso de filhotes ou animais que estejam em tratamento para outras doenças.

Quais são os sintomas?

Balançar a cabeça constantemente ou levar as patas traseiras até às orelhas provocando arranhões que indicam coceira. Além disso o animal com otite também pode apresentar produção aumentada de cerúmen ou pus com odor fétido, perda de apetite, irritabilidade e, em alguns casos, permanecer com a cabeça inclinada.

Como se diagnostica?

O diagnóstico da otite se dá através de uma avaliação clínica, onde o médico veterinário irá considerar o ambiente em que o animal vive e histórico da rotina do cãozinho. Também é importante o exame físico visual do interior do ouvido, com o auxílio de um otoscópio. É possível que seja necessário um exame complementar que estuda as células presentes no ouvido chamado citologia.

Qual é o tratamento?

O tratamento da otite canina varia de acordo com os sintomas, e nível de evolução do quadro clínico. Em quadros iniciais o médico veterinário poderá propor o tratamento tópico, ou seja, local, porém, alguns casos pode ser necessário medicamentos orais associados ao tratamento local para garantir a cura definitiva.

Algumas raças são mais propensas a ter essa doença?

Animais com orelhas pendulares como Basset hound, Teckel, Beagle tem tendência a ter o canal auditivo mais abafado e úmido, o que os torna mais suscetíveis a desenvolver otite.

Como prevenir essa doença?

Para prevenir a otite é importante evitar a entrada de água nas orelhas, principalmente durante os banhos e evitar a remoção total dos pelos da orelha externa. Também deve-se manter uma higiene semanal com utilização de algodão, gaze ou similar e um produto próprio para higienização das orelhas, que mantenha o pH fisiológico do local. Além disso, é importante manter o controle de ectoparasitas (pulgas, carrapatos, sarnas, etc) para prevenir a otite.

Viram como é importante cuidar da orelhinha dos nossos cachorros? Se vocês tiverem qualquer dúvida, é só deixar seu comentário :)