Quais plantas são tóxicas para os pets?

Dia 22 de setembro inicia a primavera no Brasil, o que é motivo de comemoração para muitos humanos e pets também, afinal, a estação mais florida do ano traz consigo dias mais ensolarados e propícios para muitos passeios e brincadeiras.

Porém, essa estação também pode trazer alguns perigos para a saúde do seu pet, pois algumas flores e plantas são prejudiciais e podem trazer sérios riscos para o seu peludinho em caso de ingestão. 

Continue lendo esse post e descubra quais plantas são tóxicas para cães e gatos.

O que pode acontecer com o meu pet se ele comer uma planta tóxica? 

Algumas das plantas ornamentais que cultivamos em casa podem parecer inofensivas, mas existem espécies que, quando ingeridas, se tornam tóxicas a animais e algumas vezes até mesmo a pessoas.

Muitos bichinhos, principalmente gatos e cachorros, têm o costume de ingerir elementos da natureza, seja por curiosidade, brincadeira ou quando não estão se sentindo muito bem. Mas é preciso ficar sempre atento quando isso ocorrer! Geralmente são plantas bem comuns, que vemos diariamente por aí e mal sabemos os danos que podem causar. 

O ideal é que os donos de pets evitem ter tais plantas em casa ou no jardim, para que não ocorra acidentes, pois dependendo da quantidade, a intoxicação também pode levar a óbito.

Principais plantas tóxicas para animais domésticos:

Anthurium Andraeanum Store, 53% OFF | www.digitaldev.com.br

  1.  Antúrio (Anthurium andraeanum) - toda a planta é tóxica e irritante para as mucosas.

Sintomas da intoxicação: salivação, prurido intenso na face, edema na região da face, vômitos,paralisia de língua.

 

Azaleias: um guia prático de como plantar e cultivar | CASA ...

 

  1.  Azaléia (Rhododendron spp) - toda a planta é tóxica, principalmente a folha. Causa depressão do sistema nervoso central e respiratório.

Sintomas da intoxicação: vômitos prolongados, arritmias, convulsões, ataxia (perda do controle muscular durante movimentos voluntários, como andar ou pegar objetos), fraqueza, depressão e óbito.

 

Aprenda como plantar babosa corretamente | Blog Plantei

  1. Babosa (Aloe spp) - a seiva da planta é tóxica e causa irritação de mucosas e pele.

Sintomas da intoxicação: bolhas na pele e mucosa oral, salivação, vômitos, diarreia, dor abdominal, pulso fraco, conjuntivite (quando em contato com os olhos).

 

Banana de Macaco Saiba Tudo Sobre Essa Planta - Guia das Suculentas

  1. Banana-de-macaco ( Philodendron bipinnatifidum) - toda a planta é tóxica. Produz irritação das mucosas.

 Sintomas da intoxicação: irritação oral, prurido severo, irritação ocular, dificuldade de deglutição e até de respiração, em casos mais graves. Pode ocorrer alteração da função renal e alterações neurológicas.

 

FLOR DE NATAL (Euphorbia pulcherrima / Poinsétia): Com Cuidar e Mais!

  1. Bico-de-papagaio (Euphorbia pulcherrima) - a seiva da planta é tóxica, irritante para as mucosas e pele. 

Sintomas da intoxicação: bolhas na pele e mucosa oral, salivação, vômitos, diarreia, dor abdominal, pulso fraco, conjuntivite (quando em contato com os olhos).

 

Comigo Ninguém Pode Compacta<br>pote 17 cm - Uemura Flores e Plantas

 

  1. Comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia spp) -  toda a planta é tóxica. Produz irritação das mucosas. 

Sintomas da intoxicação: irritação oral, prurido severo, irritação ocular, dificuldade de deglutição e até de respiração, em casos mais graves. Pode ocorrer alteração da função renal e alterações neurológicas.

 

Planta copo de leite: como cuidar, cores, significado e mais!

  1. Copo-de-leite (Zantedeschia aethiopica) -  toda a planta é tóxica, irritante para as mucosas.

Sintomas da intoxicação: salivação, prurido intenso na face, edema na região da face, vômitos, paralisia de língua.

 

Coroa-de-cristo | Jardim.info

  1.  Coroa-de-cristo (Euphorbia milii) – a seiva da planta é tóxica, irritante para as mucosas e pele. 

Sintomas da intoxicação: bolhas na pele e mucosa oral, salivação, vômitos, diarreia, dor abdominal, pulso fraco, conjuntivite (quando em contato com os olhos).

 

Costela-de-adão: tudo sobre a planta com folhagem exuberante - Casa Vogue |  Paisagismo

  1.  Costela-de-adão (Monstera deliciosa) - toda a planta é tóxica e irritante para as mucosas.

Sintomas da intoxicação: salivação, prurido intenso na face, edema na região da face, vômitos, paralisia de língua.

 

Dedaleira é planta medicinal de propriedades altamente tóxicas

  1.  Dedaleira (Digitalis purpúrea) - toda a planta é tóxica, principalmente as flores e os frutos, afetando diretamente o coração. 

Sintomas da intoxicação: vômitos, diarreia, bradicardia e arritmias.

 

Ficheiro:Solanum nigrum leafs flowers fruits.jpg – Wikipédia, a  enciclopédia livre

  1. Erva-moura (Solanum nigrum) - toda a planta é tóxica, afetando o sistema nervoso (neurotóxica). 

Sintomas da intoxicação: vômitos, diarreia, pupilas dilatadas, ataxia, fraqueza e sonolência.

 

Espirradeira – linda, colorida e tóxica! - Orlândia Online

  1.  Espirradeira (Nerium oleander) - toda a planta é tóxica e tem essa ação potencializada na planta seca e nas folhas mortas. Sua toxicidade afeta o coração. 

Sintomas da intoxicação: vômitos, diarreia (com ou sem sangue) e arritmias.

 

Propriedades Medicinais da Folha-da-Fortuna para a saúde

  1. Folha-da-fortuna (Kalanchoe spp) - toda a planta é tóxica, principalmente suas flores. Sua toxicidade afeta o coração. 

Sintomas da intoxicação: vômito, diarréia, ataxia, tremores e morte súbita.

 

Hera: como cuidar dessa planta tão versátil - Blog da Plantei

  1. Hera (Hedera helix) - toda a planta é tóxica, produzindo irritação nas mucosas. 

Sintomas da intoxicação: irritação oral, prurido severo, irritação ocular, dificuldade de deglutição e até de respiração em casos mais graves. Pode ocorrer alteração da função renal e alterações neurológicas.

 

Hortênsia: como plantar, cultivar e mudar a cor das flores

  1. Hortênsia (Hydrangea macrophylla) - toda a planta é tóxica, causando alterações no sistema nervoso central e transporte de oxigênio. 

Sintomas da intoxicação: cianose (mucosas arroxeadas), convulsões, dor abdominal, flacidez muscular, letargia, vômitos e coma.

 

Lírio - Amarelo | Flavia Rocco

  1.  Lírio (Lilium spp) - toda a planta é tóxica, causando falência renal aguda. 

Sintomas da intoxicação: vômitos, depressão, letargia e anorexia.

 

Lírio do vale, nativo da Europa, pode chegar a até 30 centímetros

 

  1.  Lírio-do-vale (Convullaria majalis) - toda a planta é tóxica, principalmente as raízes, afetando o coração. 

Sintomas da intoxicação: salivação, vômitos, bradicardia, arritmia, convulsões e até morte súbita.

 

Dicas de como cuidar de Lírio-da-Paz em casa

  1.  Lírio-da-paz (Spathiphyllum wallisii) - toda a planta é tóxica e irritante para as mucosas.

Sintomas da intoxicação: irritação oral, prurido severo, irritação ocular, dificuldade de deglutição e até de respiração em casos mais graves. Pode ocorrer alteração da função renal e alterações neurológicas.

 

Regulamentação da Cannabis sativa para fins medicinais avança lentamente no  país - JOTA

  1.  Maconha (Cannabis sativa) - toda a planta é neurotóxica, especialmente as folhas secas.

Sintomas da intoxicação: depressão, ataxia, bradicardia, vocalização, salivação, vômitos, pupilas dilatadas, alterações de comportamento.

 

Plantio de mamona no Brasil e suas características - Sensix Blog

  1.  Mamona ou mamoneira (Ricinus communis) - toda a planta é tóxica, principalmente as sementes. Sua toxicidade ocasiona morte celular por bloqueio da síntese de proteínas.

Sintomas da intoxicação: vômitos, diarreia, cianose (mucosas arroxeadas), ataxia, convulsões e fraqueza. Os sinais aparecem apenas 3 dias após a ingestão.

Principais sintomas da intoxicação por plantas em pets 

Ainda que possam ser agrupadas no mesmo bloco de plantas venenosas, a substância tóxica presente em uma planta não necessariamente é a mesma da outra. Por isso, os sintomas da ingestão de plantas venenosas podem ser diferentes e variar de intensidade, dependendo de alguns fatores.

Os sintomas da intoxicação por plantas podem ser notados em 5 frentes principais:

● Cavidade Oral: irritação local (língua, boca e garganta).

● Sistema Digestório: sialorréia (produção excessiva de saliva), náusea, vômito, desconforto abdominal e diarreia.

● Sistema Nervoso: tremores, convulsões e ataxia (perda de coordenação motora).

● Sistema Cardiorrespiratório: arritmia, taquipneia e dispneia.

● Sistema Hepático: icterícia (quando a pele e/ou a parte branca dos olhos ficam amareladas), coagulopatia (distúrbios hemorrágicos) e encefalopatia (pode desencadear a perturbação da função cerebral e mobilidade reduzida).

Outros sintomas comuns são a irritação e o ressecamento da pele, a fraqueza, a desidratação e a hipertermia.

Como dito anteriormente, além do grau de toxicidade de cada planta, outros fatores contribuem para uma maior ou menor incidência de sintomas, em maior ou menor intensidade. Começando pela idade, por terem um metabolismo ainda imaturo, cães mais jovens costumam apresentar quadros mais graves. Da mesma forma, devido a reações metabólicas prejudicadas, cães idosos também são mais sensíveis à intoxicação.

Já no que diz respeito à planta, outros fatores que contribuem são a via de absorção (se digestiva ou tópica), a quantidade ingerida e também a parte do vegetal que foi comida pelo pet. Diferentes partes de uma planta, em geral, apresentam diferentes substâncias químicas ou diferentes concentrações da mesma.

O que fazer se o meu pet comer uma planta tóxica? 

Se o seu pet comeu planta tóxica, o melhor a se fazer é procurar imediatamente um médico-veterinário, independentemente da gravidade dos sintomas! Não deixe para depois, pois quanto antes o seu cão ou gato receber atendimento veterinário, maiores são as chances de salvar a vida dele. 

A boa notícia é que, caso isso ou qualquer outro acidente acontecer com o seu pet, um plano de saúde pet pode ajudá-lo de maneira rápida, eficaz, com um atendimento veterinário de qualidade e sem que você tenha surpresas no orçamento. 

 

A Nofaro faz parte do grupo Petlove e possui mais de 2.000 parceiros credenciados entre profissionais veterinários, laboratórios e claro, clínicas com atendimento 24h para que, caso ocorra qualquer emergência, o seu pet tenha o melhor cuidado por um preço que cabe no seu bolso.

Conheça nossos planos!