Por possuírem um olfato bastante aguçado, capaz de detectar no cheiro de seus donos mudanças características de pessoas diabéticas (odor doce para açúcar elevado no sangue e ácido para açúcar baixo), podem alertar os seus tutores antes mesmo de eles sentirem os sintomas da doença. E não só quem tem diabetes pode se beneficiar de um cãozinho. Indivíduos com câncer ou epilepsia também podem ser ajudados por ele, que pode ser treinado para farejar câncer de pulmão, mama, pele, bexiga e próstata, ajudando o dono a ter um diagnóstico precoce.

Pesquisadores observaram o comportamento de cães que estiveram em contato com pessoas doentes e suspeitaram que eles sentem cheiros imperceptíveis a humanos, liberados por células anormais como as cancerígenas, por exemplo. Também dizem que um cão pode prever um ataque epiléptico 45 minutos antes do seu início, fazendo com que seu dono possa agir no sentido de estar preparado para o ataque.

O fato é que ninguém sabe ao certo tudo que os cães conseguem captar, mas as teorias são muitas. O que se sabe, de fato, é que elas vão desde um cheiro desconhecido a sutis mudanças de comportamento.

*Para saber mais sobre o plano Nofaro clique aqui.