Afeta cães de todas as idades, independente do sexo. As suas causas podem ser virais ou bacterianas.

O principal sinal clínico é uma tosse que parece muito com um engasgo. O dog também pode apresentar coriza, febre, redução de apetite e prostração. A prevenção consiste em vacinar o bichinho com vacinas específicas que podem ser aplicadas juntamente com o protocolo inicial de imunizações a partir de 8 semanas de vida.

O tratamento geralmente consiste no uso de antibióticos, anti-inflamatórios, drogas supressoras da tosse, nebulizações, etcetera, e são recomendados repouso e o isolamento do animal dos outros cachorros da casa. A evolução natural da doença, quando não complicada, costuma ser de 10 a 14 dias, mas, em quadros mais graves, os sintomas podem durar até 6 semanas. Sendo assim, o ideal é sempre agir preventivamente.

                 

Por Celeste BG Samará — Clínica Puppy Show

 *Para saber mais sobre os planos Nofaro clique aqui.