Seu cachorro é medroso? Saiba como ajudá-lo

O cão é o melhor amigo do homem e não há nada que não façamos por nossos cachorros. Ter um cão é sinônimo de ter muita alegria e muito amor, além de ter um companheiro que sempre cuida de você, do mesmo jeito que você cuida dele. Mas, isso não quer dizer que ele também não precise de cuidados. Aliás, muito pelo contrário. Portanto, comprometer-se a cuidar de um pet, significa se comprometer a garantir sua saúde e bem-estar, diante das mais adversas situações, ainda mais quando se trata de um cachorro medroso. Se você acha que tem um cachorro medroso, dê uma olhada nas nossas dicas de como ajudá-lo.

Assim como as pessoas, os cachorros também são cheios de sentimentos e emoções, apesar de, para nós, parecer difícil identificar o que eles estão sentindo. Diversas personalidades se manifestam em diferentes cachorros e, diferentemente do que muitos imaginam, isso nem sempre tem a ver com a raça ou a maneira como cada um foi criado, mas, às vezes, tem a ver com suas próprias sensações diante de certos lugares ou situações.

Se você percebe alguns sinais de que pode ter um cachorro medroso em suas mãos, antes de qualquer coisa, é preciso analisar o que desencadeia esse medo e essa ansiedade e, depois, agir em cima disso para certificar que seu cão não só é amado, como também está seguro e protegido. Ter um cachorro medroso não é fácil e pode ser um tanto desgastante, mas com paciência e amor, você e ele podem ajudar um ao outro e fortalecer seus laços no processo de torná-lo mais corajoso. 

Por que alguns cachorros são medrosos?

Um dos maiores desafios de quem tem pets é tentar entender os sentimentos deles. A verdade é que é muito difícil compreender um cachorro medroso e o que fez com que ele tivesse tanto medo, mas algumas causas são mais comuns. Traumas, por exemplo, muitas vezes podem transformar um cachorro confiantes em um cachorro medroso, principalmente quando ocorrem na infância.

A fase infantil, no geral, é quando se deve ter mais atenção ao novo cão, já que ele é suscetível a muitos fatores desconhecidos, que podem afetá-lo mais tarde. A falta de socialização com outros cães nesse período, por exemplo, também pode criar um cachorro medroso, assim como um adestramento inconsistente, sem regras delimitadas - o que, diferentemente do que muitos pensam, é bom para que o cachorro se sinta mais seguro.

A quarentena causada pela pandemia da Covid-19, também foi motivo de estresse para muitos bichinhos, não pelo confinamento em si - apesar de que a falta de atividades físicas também afeta o psicológico -, mas, principalmente, porque foi criada uma rotina, na qual seus humanos estavam sempre em casa e vê-los começando a sair novamente é extremamente assustador e pode deixar seu pet com ansiedade, o que também merece atenção e tratamento adequados.

Fique atento aos sinais. | Foto: Unsplash.

Como identificar um cachorro medroso? 

Se você costuma perceber seu cachorro com muito medo em várias situações, é possível que se trate de um cachorro medroso. Às vezes o problema pode ser com outros cães, por não ter costume de conviver com mais bichinhos, mas, em muitos casos, trata-se de um cachorro com muito medo de pessoas, que não sabe lidar com quem não reconhece.

Isso costuma ser visível quando seu cachorro late ou rosna, quando se aproxima de pessoas que não conhece, ou não costuma ter por perto. Em algumas situações, é possível que o cachorro medroso fique mais violento devido ao medo e ameaça atacar as outras pessoas. Em outros casos, o cachorro medroso manifesta seu medo se escondendo, recuando-se ou, às vezes, fica agitado e pode até apresentar tremores.

Se seu pet se incomoda com barulhos altos e apresenta um comportamento alterado durante situações como tempestades ou fogos de artifício, saiba que é comum, já que os cãezinhos são mais sensíveis ao barulho e não têm consciência do que está acontecendo, então não sabem como agir. Esses cenários devem ser muito bem analisados e exigem muita paciência, pois o seu cachorro medroso pode acabar com ainda mais medo. 

Como ajudar um cachorro medroso?

Ter seres que nos dão tanto amor, quer dizer que sempre queremos dar nosso máximo para ajudá-los, custe o que custar. Se você tem um cachorro medroso, com certeza, já foi atrás de soluções que te ajudassem a entendê-lo melhor e ajudá-lo a se sentir mais confortável e feliz. Contudo, não se pode acreditar em soluções milagrosas e tentar tratamentos por conta própria, já que isso pode prejudicá-lo ainda mais e agravar essa ansiedade.

Por isso, se você quer ajudar seu cachorro medroso, é necessário ter muita paciência e dar espaço ao seu bichinho, sempre incentivando que ele brinque e aceite outros contatos humanos e se atentando à linguagem corporal, para ter certeza de que ele está confortável. Mas a realidade é que, por mais que você conheça seu cachorro, a melhor solução é não tentar fazer nada por conta própria, mas encontrar um adestrador profissional disposto a te ajudar e te orientar, para que seu cãozinho receba os melhores cuidados possíveis.

Com esse propósito, um adestrador positivo é, definitivamente, a melhor recomendação, quando se trata de um cachorro medroso. O adestramento positivo é feito de uma maneira que não pune seu pet, mas o incentiva com carinho e paciência, da maneira que os animais devem ser tratados. Com esse método, as punições dão lugar à motivação e seu cachorro medroso ganha confiança pelas mãos de alguém que entende de comportamento animal, afinal, não devemos medir esforços para nos certificar da saúde e bem-estar de nossos pets.

Cuide bem de seu cachorro medroso. | Foto: Unsplash.

Quer saber mais sobre como cuidar de seus pets e do seu cachorro medroso, além de garantir que eles tenham o melhor cuidado possível? Conheça os planos de saúde pet da Nofaro! Clique no botão abaixo e tenha tudo o que seu bichinho precisa.

conheça os planos de saúde da Nofaro!